Guia Comercial

COMPARTILHAR COM:

Pássaro Guará

Pássaro Guará
Pássaro Guará

O guará (ibis rubra) do gênero das pernaltas de bico comprido e recurvado para baixo, de plumagem vermelho-carmesim com a extremidade das asas orlada de preto, tem seu habitat natural nas lagoas e nos mangues. O Padre José de Anchieta refere-se a esta ave, em carta de 1.560 ao Padre Diogo Laines, Roma:

"- Há ainda uma ave marinha (aquática) por nome guará igual ao mergulhão, mas de pernas mais compridas, de pescoço igualmente longo, de bico estendido e adunco.

Alimenta-se de caranguejos e muito voraz.

Dá-se com ele uma perpétua metamorfose. Na primeira idade reveste-se de penas brancas, que se mudam depois em cor cinza, e passando algum tempo tornam a embranquecer, embora de menor alvura que na primeira idade; e por fim, ornam-se de cor purpúrea, belíssima; as quais os brasis muito apreciam, pois com elas enfeitam os cabelos e os braços nas suas festas".

Os guarás também são comentados na biografia de Anchieta como protetores contra os ardores do sol, pela formosa nuvem que em certa ocasião fizeram sobre a sua canoa missionária.

Esta linda pernalta deu origem ao nome de nossa cidade de Guaraparim. Um curumim (criança indígena) teria indicado ao seu pai estas aves, que costumam ficar com uma das pernas recolhida, dizendo: "- Olhe papai, o guará parece estar com uma perninha só! Parim!". Daí o nome Guaraparim: guará (ave ibis rubra) + parim (manca).

O nosso mangue e as lagoas próximas de Graçaí, Ubaí e Mãe-bá estariam povoadas destas aves. Hoje, infelizmente extintas. Contudo existe atualmente uma preocupação, digna de elogios, de que estes lugares venham aninhar logo as referidas aves, restituindo todo o encanto de outrora. Na pessoa do Sr. Manoel Duarte, de Meaípe, está a iniciativa e a esperança.

Nome popular: Guará
Nome Científico: Eudocimus ruber
Distribuição geográfica: É encontrada principalmente no norte da América do Sul.
Habitat natural: Manguezais
Hábitos alimentares: Comepequenos crustáceos ricos em carotenos (que dão a cor vermelha)
Tamanho: Cerca de 58 centímetros.

Saiba mais:

O guará (Eudocimus ruber) é uma ave brasileira encontrada principalmente em manguezais da costa norte da América do Sul. Os guarás fazem parte da família Threskiornithidae, mundialmente conhecida como íbis.

Têm aproximadamente 58 cm, vivem em bandos que chamam a atenção devido a sua exuberante coloração vermelha.

Essas aves alimentam-se principalmente de pequenos crustáceos ricos em carotenos, resultando na intensa pigmentação vermelha que estas possuem.

Alguns livros descrevem o bico do guará fêmea diferente do macho, um pouco mais fino e com a ponta negra. Já os machos, no período de reprodução, possuem o bico negro brilhante.

Antigamente os guarás eram encontrados em Cubatão, local de mangues (habitat preferido por questões alimentares), mas devido à grande degradação, poluição do mar, ao desmatamento e à ocupação dos manguezais, acabaram migrando para outras regiões.

O guará foi extinto em uma grande área brasileira devido à caça: suas penas eram aproveitadas para adorno, seus ovos eram coletados e os ninhos destruídos, comprometendo assim a sobrevivência dos guarás.